terça-feira, 21 de outubro de 2008

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Fotos do Show Portas Abertas em Piratininga




Portas Abertas Novos Talentos Região Oceânica - 2008 Tem na sua IIIª Edição os objetivos de : integrar ex-alunos, alunos, e a sociedade. Criar espaço para que possam demonstrar em público às habilidades adquiridas e possibilitar experiência de palco num ambiente profissional, dando assim, continuidade ao processo de aprendizagem do curso de instrumentos: Teclado, Violão e Cavaquinho ministrado pelo prof. Carlos Ribeiro. O ambiente do evento é marcado pelo espírito de família, pelo clima de alegria, pela criatividade e expressão de solidariedade.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Música auxilia recuperação de pacientes depois de derrame

Uma pesquisa realizada por médicos finlandeses demonstrou que ouvir música auxilia a recuperação de pacientes que sofreram um acidente vascular cerebral. Divulgada em artigo publicado nesta quarta-feira (20) na versão online da revista especializada "Brain", traz uma nova abordagem, complementar aos tratamentos convencionais.
Os pesquisadores trabalharam com mais de 60 pacientes da Universidade de Helsinqui, na Finlândia que haviam sofrido um AVC e estavam recebendo tratamento de reabilitação habitual. O tratamento começava ser realizado assim que o paciente era admitido no hospital.
Os cientistas dividiram os pacientes em grupos que ouviram música diariamente, outros ouviam histórias gravadas (áudio-livros) ou somente recebiam o tratamento convencional de reabilitação.
Como muitos desses pacientes apresentam limitações motoras importantes, permanecem longos períodos do dia em seus leitos e muitas vezes sozinhos. A expectativa dos pesquisadores era de que a música e as histórias gravadas pudessem acelerar a recuperação através de uma estimulação mais constante.
Após três meses de tratamento, os pacientes do grupo que ouvia música apresentavam 60% de melhora na avaliação da memória verbal, o grupo dos livros gravados também mostrou progresso, porém mais modesto, somente 18%. Da mesma forma, a atenção e a capacidade de resolver pequenos problemas melhorou quase 20% naqueles que receberam o estímulo musical sem apresentarem diferenças nos outros dois grupos.
Um outro aspecto importante foi o de que os pacientes expostos à música tinham menos depressão e estavam em melhor estado psíquico, quando comparados aos outros.
Os cientistas acreditam que o tratamento deva ser iniciado o mais cedo possível, antes da fase de adaptação das funções cerebrais que se segue a um AVC.
Como esse estímulo é simples, barato e sem contra-indicações, os médicos de Helsinqui estarão desenvolvendo um projeto maior para avaliarem diferentes aspectos envolvidos, como tipos e ritmos variados.
Fonte: Globo Online